Psicologia Clínica em Reprodução Assistida

O curso Psicologia Clínica em Reprodução Assistida foi desenvolvido para profissionais da área de saúde que lidam diretamente com os conflitos emocionais envolvidos na infertilidade e no seu diagnóstico. Neste curso você irá aprender sobre as condições psicológicas e os aspectos sociais, culturais e religiosos que impactam nas funções reprodutivas. Como avaliar o papel do psicólogo na equipe interdisciplinar. Discutir o estilo de vida que afeta o sistema reprodutivo. Questões comuns na Reprodução Assistida pela visão psicológica. Quais os possíveis destinos dos embriões excedentes dos tratamentos. Os medos e fantasias relacionados a adoção de gametas e/ou de embriões. Útero de substituição. Perfis psicológicos de doadores de gametas. Reprodução Assistida após a morte. E abordar a sexualidade e Reprodução Assistida. O curso é composto por 9 módulos com 18 aulas no total, disponibilizadas exclusivamente para acesso à distância. São disponibilizados materiais de consulta complementares ao conteúdo das aulas, tais como artigos científicos, teses e resolução atual do Conselho Federal de Medicina.

Carga Horária 24 horas
Tempo de acesso de 365 dias
Público alvo: Estudantes ou Graduados em Psicologia. Estudantes ou Graduados na área de Saúde, especialmente aqueles com interesse em Reprodução Humana Assistida, tais como Ginecologistas, Obstetras, Urologistas, Embriologistas, Biólogos, Biomédicos, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem e Enfermeiros.

1x de: R$ 786,00

2x de: R$ 393,00

3x de: R$ 262,00

4x de: R$ 196,50

5x de: R$ 157,20

6x de: R$ 131,00

7x de: R$ 112,29

8x de: R$ 98,25

9x de: R$ 87,33

10x de: R$ 78,60

11x de: R$ 71,45

12x de: R$ 65,50

O que você vai aprender


Condições psicológicas que alteram o funcionamento reprodutivo.

Parte 1: Diagnóstico de infertilidade e repercussões emocionais. Parte 2: Diagnóstico de infertilidade e repercussões emocionais.

Parte 1: Aspectos socioculturais que podem interferir e alterar o funcionamento reprodutivo. Parte 2: Aspectos socioculturais que podem interferir e alterar o funcionamento reprodutivo.

Parte 1: Ideologias culturais e religiosas e o funcionamento reprodutivo. Parte 2: Ideologias culturais e religiosas e o funcionamento reprodutivo.

Parte 1: Estilo de vida – o que pode interferir e alterar o funcionamento reprodutivo. Parte 2: Estilo de vida – o que pode interferir e alterar o funcionamento reprodutivo. Parte 3: Estilo de vida – o que pode interferir e alterar o funcionamento reprodutivo.

Doação de sêmen e seu impacto emocional; Doação de oócito e seu impacto emocional.

Recepção de gametas e embriões: como lidar com as reações dos pacientes; Útero de substituição e os aspectos emocionais.

Homoafetividade: como atender os anseios dos pacientes; Atendimento humanizado do paciente transgênero.

Possíveis destinos dos embriões excedentes; Como lidar com Reprodução Assistida “Post Mortem”.

O que dizem nossos alunos


Ana Beatriz - Bióloga 7

Ana Beatriz – Bióloga

Aluno(a) Embriológica

Meu nome é Ana Beatriz, sou bióloga, especialista em Reprodução Humana Assistida e - graças também à Embriológica - embriologista da FertilCare em Brasília. Os cursos superaram minhas expectativas por, treinando intensamente, tornarem-me apta a realizar técnicas de um laboratório de reprodução em um período bastante curto. A Embriológica abre portas para o mercado de trabalho!

João Luiz - Embriologista 8

João Luiz – Embriologista

Aluno(a) Embriológica

Me chamo João Luiz e sou embriologista na clínica Biofert em Vitória - ES. Há algum tempo vinha tentando um estágio na área ou um emprego como embriologista júnior, porém a maioria das clínicas, diria que cerca de 95% delas, pedem algum tipo de experiência que somente uma pós-graduação não me traria. Então procurei alguns cursos para obter experiência prática, para aumentar minhas chances de finalmente ingressar na área de reprodução humana. Conversando com pessoas em congressos, conheci excelentes profissionais que ofereciam cursos interessantes que me preparariam para cumprir com as exigências do mercado. Nesse momento conheci a Embriológica. Me inscrevi em um dos cursos: O curso prático e intensivo em ICSI, onde passei 3 dias imerso em conhecimento, teórico e principalmente na prático, sendo possível desenvolver minhas habilidades nas técnicas que me foram apresentadas. Além do cronograma formal do curso, também tive a oportunidade, entre pausas e almoços, de conversar com os embriologistas que ali estavam, que conhecem e muito a prática laboratorial. Em resumo, somado a todo o conhecimento teórico e prático adquirido, consegui ter maior facilidade de manuseio da técnica. Também, através da embriológica tive a chance de fazer ótimas amizades com pessoas da área tão interessadas em aprimoramento profissional quanto eu. Hoje, posso dizer que um dos cursos oferecidos pela empresa me ajudou a ter mais confiança ao realizar a técnica e melhorou o meu currículo, sendo um ponto crucial para que eu conseguisse meu primeiro emprego como embriologista. A Embriológica proporcionou a mim a tranquilidade em dizer: “eu sei fazer ICSI”.